Defesa

Câmara debate ingresso da Venezuela ao Mercosul
04/09/2007
Prioridade
04/09/2007

Programa Nuclear será discutido na Câmara

Programa Nuclear será discutido por três comissões da Câmara

No dia 12, o Comandante da Marinha, Almirante Júlio Soares de Moura Neto participará de audiência pública promovida pelas comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional, Minas e Energia e Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática, para debater o andamento do Programa Nuclear.

O primeiro requerimento é da Comissão de Minas e Energia, de 28 de agosto. Na justificativa, a Comissão destaca que “desde 1979, a Marinha do Brasil desenvolve importante programa nuclear, cujo objetivo é estabelecer no País competência técnica para projeto e construção de reatores do tipo Pressurized Water Reactor (PWR) e seu combustível. O trabalho acumulado em quase trinta anos representa enorme progresso para a definição de uma nova política energética para o Brasil, além de prover o desenvolvimento da ciência, da tecnologia e da indústria de defesa do País”.

O objetivo das três comissões é mostrar a importância do programa quanto à pesquisa, desenvolvimento e inovação, além de avaliar quais as condições necessárias para que o projeto seja concluído.

O Programa Nuclear desenvolvido pela Marinha é dividido em dois grandes projetos: o Projeto do Ciclo do Combustível e o Projeto do Laboratório de Geração Núcleo-Elétrica (LABGENE).

No dia 16 de agosto, Julio Soares de Moura Neto compareceu à Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional do Senado, quando falou sobre a importância do programa e os riscos que ele corre pela falta de recursos.

Ele explicou que desde 1999, apenas a Marinha tem aportado recursos para o programa que precisa de R$ 130 milhões anuais por pelo menos oito anos para ser concluído. Para 2007, foram alocados pouco mais de R$ 40 milhões.

Para 2008, a Marinha deverá dispor de um orçamento de R$ 2,135 bilhões, sem contar outros convênios e os recursos oriundos de emendas parlamentares. Para o Comando da Marinha, o orçamento ideal seria de R$ 2,6 bilhões, mas se o valor que conta da proposta do governo for assegurado e liberado, será possível retomar o Programa Nuclear.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *