Senador refugiado na Embaixada do Brasil acusa Mor
24/07/2012
Oriente Médio
24/07/2012

Refugiados sírios terão ajuda dos EUA e Europa

Refugiados sírios terão ajuda dos EUA e Europa

Nesta terça-feira, 24, a União Europeia e os Estados Unidos anunciaram o envio de ajuda humanitária para atender às necessidades de mais de 120 mil refugiados sírios deslocados pelo conflito interno que se arrasta desde 2010.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos afirma que os combates em Damasco já deixaram cerca de 30 mortos em uma semana. De acordo com a organização, a maioria morreu vítima de torturas e execuções sumárias.

Enquanto a comunidade internacional discute uma saída para a crise síria, o Conselho Nacional Sírio pediu aos rebeldes que continuem lutando para a tomada de Damasco e Alepo.

Na avaliação dos rebeldes, o regime cairá em questão de dias, mas não se renderá facilmente.

Por essa razão, os países europeus já começam a discutir a futura transição na Síria. Reino Unido e Alemanha querem que os rebeldes recebam mais apoio para que a queda de Assad se confirme logo.

Nos bastidores, os europeus tentam convencer China e Rússia a retirar os vetos a uma incursão militar na Síria. Oficialmente, a UE segue apoiando o plano de paz apresentado por Kofi Annan para que haja uma solução negociada para a crise.

Os europeus, por outro lado, trabalham para que a oposição síria também se reúna em torno de um projeto nacional para o país, reduzindo suas diferenças e traçando os planos futuros com a participação de todos os grupos e minorias sírias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *