Relações Exteriores

Violência
22/07/2012
Esquerda latino-americana fechada com Chávez e Fer
22/07/2012

Relações Brasil-Bolívia passam por tensões

Relações Brasil-Bolívia passam por tensões

Brasília – As relações políticas entre Brasil e Bolívia atravessam um de seus piores momentos com a denúncia feita por La Paz de que o embaixador brasileiro naquele país estaria pressionando o presidente Evo Morales a emitir um salvo-conduto ao senador Roger Pinto, líder da oposição e refugiado na embaixada brasileira há cerca de um mês.

Segundo o governo boliviano, tais pressões não inaceitáveis.

De acordo com Amanda Dávila, ministra de Comunicações, “deploramos as declarações do embaixador do Brasil na Bolívia acerca das pressões que faz neste momento, através dos meios de comunicação”.

Ela se refere às declarações de Marcel Biato, que em entrevista a um jornal local, cobrou rapidez do governo boliviano na emissão do salvo conduto para Pinto, acusado de corrupção, deixar o país.

Ele pretende morar no Brasil como asilado político.

O parlamentar se refugiou na embaixada brasileira onde se disse perseguido político. Róger Pinto declarou que não pode mais ficar no país, pois correria risco de morte.

Evo Morales por sua vez, não tem pressa alguma. Ele aguarda uma resposta do Brasil em relação às denúncias contra o parlamentar que foram enviadas à Brasília.

Para o governo da Bolívia, o Brasil tomou uma decisão sem conhecimento das acusações que pesam contra o senador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *