Brasil é o país latino-americano que mais doa aos
09/08/2012
Divergências
09/08/2012

Reunião do Irã sobre crise síria fica para o dia 2

Reunião do Irã sobre crise síria fica para o dia 26

O governo do Irã decidiu transferir para o dia 26 a reunião sobre a Síria que começaria nesta quinta-feira, 9, em Teerã com representantes da Ásia, África e da América Latina.

Um dos maiores aliados da Síria, o Irã quer discutir uma solução para a crise que implique na manutenção do presidente Bashar al Assad no cargo.

O Brasil foi convidado, mas decidiu não enviar emissários.

O secretário da Liga Árabe, Nabil Al Arabi, confirmou que participará da Cúpula do Movimento dos Países Não Alinhados, em Teerã. O Movimento dos Não Alinhados reúne 115 países.

Para o Brasil, a crise síria precisa ser resolvida no âmbito dos foros multilaterais. Diplomatas brasileiros entendem que eventos paralelos não contribuem com o debate e acabam criando mais problemas.

Na avaliação da diplomacia brasileira, a ONU é o ambiente apropriado para a discussão da crise síria.

O Irã teme que a queda de Assad enfraqueça sua influência na região e quer discutir alternativas à crise com pelo menos 15 países.

Os iranianos assumirão a presidência do movimento dos não alinhados e prometem intensificar as críticas e as reações ao que chamam de pressão de parte da comunidade internacional.

Para Teerã, os Estados Unidos, Israel e a Europa pressionam o Irã em várias frentes na tentativa de isolá-lo e minar sua influência regional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *