Brasil

Fronteiras
25/06/2014
Programa Espacial
25/06/2014

Mundial

Rio de Janeiro recebe R$ 316 milhões para Segurança da Copa

Brasília – O ministério da Defesa informou que o Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), sede de sete jogos na Copa de 2014, entre eles a final, no dia 13 de julho, recebe um esquema de Segurança que conta com equipamentos dos mais modernos. Para o primeiro jogo, que aconteceu no último domingo (15), a ação conjunta integrada envolveu agentes das Polícias Civil, Federal e Militar, Guarda Municipal, Polícia Rodoviária Federal e Força Nacional de Segurança Pública.

Os investimentos conjuntos da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça (Sesge/MJ) e a Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro somam cerca de R$ 316 milhões para os grandes eventos, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos em 2016.

De acordo o governo federal, o Rio de Janeiro foi a cidade que mais recebeu recursos do Ministério da Justiça, em torno de R$ 108 milhões. Entre os aparatos adquiridos pelo governo federal e o governo do Rio de Janeiro estão o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), imageadores aéreos, plataforma de observação elevada, dois helicópteros – um para a Polícia Civil e outro para a Polícia Militar – rádios comunicação, coletes balísticos, veículos especiais e equipamentos de proteção individual (EPI) utilizados pelo Batalhão de Choque e pelo Batalhão de Grandes Eventos.

Além disso, desde o dia 23 de maio, a sede abriga a Operação Integrada de Segurança no Rio para a Copa do Mundo. O prédio de quatro pavimentos reúne os serviços de teleatendimentos da Polícia Militar, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), do Corpo de Bombeiros e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Por conta da Copa do Mundo, o governo aproveitou as partidas finais dos campeonatos regionais, da Copa do Brasil e as dez rodadas do Campeonato Brasileiro, para testar a segurança, transporte, competição, voluntários, iluminação, som e limpeza durante uma série de exercícios preparatórios nos estádios que receberiam os jogos da Copa do Mundo 2014.

Além disso, devido à Copa do Mundo, foi criada uma nova profissão no ramo da segurança pública. Para atuar dentro dos estádios, agora há os chamados agentes de segurança para grandes eventos. Pelo menos 20 mil agentes passaram por treinamentos de 50 horas. A ideia é que qualquer evento com mais de três mil pessoas no país precisa contar com estes agentes especializados e altamente capacitados. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *