Defesa

Helibras dá início à entrega dos helicópteros `Pan
18/03/2014
Míssil
24/03/2014

Baterias antiaéreas

Rússia negocia para Brasil fabricar e vender sistemas Igla e Pantsir

Brasília – O Brasil poderá fabricar e vender os mísseis Igla e as baterias antiaéreas Pantsir, ambos russos. Esta possibilidade vem sendo negociada pelos dois países de acordo com Valeri Kashin, diretor-geral do Escritório de Projeção de Máquinas da empresa KB Machinostroyenia, desenvolvedora dos dois sistemas.

Os lançadores portáteis Igla poderão ser montados no Brasil e reexportados para terceiros países. 

Atualmente, os dois países trabalham na elaboração do contrato de licença de produção e em breve, entrarão na parte considerada a mais complicada que diz respeito à transferência de tecnologia. Os lançadores Igla-S são projetados para combater alvos aéreos, sendo muito eficaz contra aviões e helicópteros subsônico e helicópteros.

De acordo com o ministério da Defesa, vários sistemas Igla-S foram vendidos ao Brasil nos últimos 20 anos. Durante este período, não há relatos de que tenham caído em mãos inimigas ou estrangeiras.

Os russos são extremamente ciosos em relação às próprias vendas e impõem condições que permitem que representantes da empresa possam realizar inspeções sem qualquer aviso.

Nestas visitas, podem acessar os locais de armazenamento de armas para garantir que seus sistemas permanecem controlados pelo governo que os adquiriu e exclusivamente pelos militares.

Além da produção licenciada local dos Igla-S, será considerada a possibilidade de se construir no Brasil sistemas de mísseis antiaéreos Pantsir, dependendo do número de dispositivos que o Brasil vier a adquirir. Para justificar uma instalação industrial, o Brasil deve comprar um mínimo de 25 unidades.

No ano passado, Brasil e Rússia assinaram um acordo que prevê a aquisição de três Igla e duas baterias de mísseis Pantsir. Antes disso, o Brasil adquiriu mísseis 9M114 antitanque “Storm” e alguns RPGs 29/32, cuja licença seria concedida à brasileira Avibrás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *