Agenda

Estados-Maiores definirão programas comuns das For
03/03/2012
Brasil na briga para vender o Super Tucano para o
03/03/2012

Rússia reclama ter ficado de fora da luta contra o

Rússia reclama ter ficado de fora da luta contra o narcotráfico na Bolívia

Brasília – O embaixador russo em La Paz, Leonid Golubev, não gostou de ver o seu país excluído da luta contra o narcotráfico na Bolívia que firmou um acordo trilateral com Brasil e Estados Unidos para atacar às organizações criminosas no país.

Em 2009, o governo boliviano anunciou em Moscou que a Rússia seria seu principal aliado na luta contra o narcotráfico. Foi logo após a expulsão do embaixador norte-americano de La Paz.

Golubev lembra que Bolívia e Rússia assinaram um acordo de cooperação técnico-militar em fevereiro de 2009 durante a visita oficial do presidente Evo Morales a Moscou.

Segundo ele, “não posso entender porque nós estamos de fora uma vez que essa luta é conjunta, não é de apenas um país, mas internacional, e nós temos experiência na luta contra o narcotráfico”.

Ele assegurou que a Rússia tem uma equipe preparada há dois anos para atuar em ações antidrogas na Bolívia.

No dia 10 de outubro de 2010, os russos participaram de um encontro latino-americano em Lima, Peru, sobre o combate ao narcotráfico. Na oportunidade, foi firmado um Plano de Ações com a Bolívia.

Além disso, o governo boliviano pediu US$ 100 milhões em crédito para a compra de armamento e equipamentos para as Forças Armadas, mas até hoje nenhuma providência foi tomada por La Paz.

Há dois anos, os russos acertaram a modernização de 16 aeródromos bolivianos e um contrato para a fabricação de Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs). Nenhum deles saiu do papel.

O embaixador russo criticou ainda a pouca seriedade dos bolivianos no que se refere à industrialização do lítio.

A Rússia também recebeu contrariada a decisão boliviana de adquirir seis helicópteros H-425 de fabricação chinesa. Segundo Leonid Golubev, há cinco anos o seu país entregou uma proposta com preços melhores e várias vantagens tecnológicas.

Na sua opinião, os helicópteros russos são muito melhores que os fabricados na China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *