Defesa

Defesa Nacional
07/07/2012
Guerra Civil na Síria aumentará tensões no Líbano
11/07/2012

Fronteira Norte

São Gabriel da Cachoeira: a soberania na Cabeça do Cachorro

São Gabriel da Cachoeira é o terceiro maior e um dos mais antigos municípios do Brasil, fundado em 1668 com uma área de mais de 109 mil km², localizado no extremo noroeste do país, fazendo fronteiras com a Colômbia e a Venezuela.

Distante 852 km de Manaus, tem uma população de cerca de 40 mil habitantes e uma parte importante do seu território abriga o Parque Nacional do Pico da Neblina, o ponto mais alto do Brasil com 3.014 metros de altitude, fechado há dez anos para visitação.

Em 1968, São Gabriel da Cachoeira foi elevado à condição de município estratégico e classificado como área de Segurança Nacional por meio de Lei Federal 5.449.

Também foi o primeiro município brasileiro a eleger prefeito e vice-prefeito indígenas, em 2008. Nove em cada dez dos seus habitantes pertencem a uma etnia indígena.

Conhecido como “Cabeça do Cachorro”, São Gabriel representa 6,9% do território amazonense e quase 2% do território nacional. É o único município brasileiro a ter reconhecidas quatro línguas como oficiais. Além da Língua Portuguesa, também se fala Nheengatu, Tukano e Baniwa.

A economia de São Gabriel da Cachoeira está baseada na agricultura de subsistência com a produção de mandioca, banana, abacaxi, abacate, batata-doce e limão.

Soberania

A Soberania Nacional nesta região é garantida pela 2ª Brigada de Infantaria de Selva, do Exército brasileiro, subordinada ao Comando Militar da Amazônia (CMA).

Conhecida como Brigada Ararigbóia, ela compreende o 5º Batalhão de Infantaria de Selva, a 21ª Companhia de Engenharia de Construção, o Destacamento do Controle do Espaço Aéreo de São Gabriel da Cachoeira, o 3º Batalhão de Infantaria de Selva – Barcelos, o Comando de Fronteira Rio Negro, o 2º Pelotão de Comunicações de Selva, e o 22º Pelotão de Polícia do Exército.

Sua origem data de 23 de fevereiro de 1915, com a criação da 5ª Brigada de Infantaria sediada no Rio de Janeiro. Em 1960, esta brigada foi transferida para Niterói (RJ) e designada 2ª Brigada de Infantaria Motorizada.

Em outubro de 1998, foi transformada em 2ª Brigada de Infantaria de Selva Ararigbóia, em homenagem ao cacique da tribo dos Termiminós que em 1568, foi batizado na religião católica com o nome de Martim Afonso de Sousa.

De acordo com o Exército, a sua evolução para Brigada de Infantaria de Selva foi uma resposta à necessidade sentida pela Força Terrestre de ampliar a sua capacidade dissuasória na porção noroeste da área de responsabilidade do Comando Militar da Amazônia. Assim, no ano de 2004, a sede da Brigada foi transferida de Niterói para São Gabriel da Cachoeira.

Sua principal missão na região conhecida por “Cabeça do Cachorro” é defender a Soberania Nacional por meio de forte vigilância estratégica, conduzindo operações de Garantia da Lei e da Ordem, cooperando com os órgãos públicos na defesa civil e apoiando o desenvolvimento econômico e social da região.

Seu contingente é formado por combatentes de várias etnias indígenas amazônicas, tais como Arapaço, Baniwa, Barasana, Baré, Desana, Hupda, Karapanã, Kubeo, Kuripako, Makuna, Miriti-tapuya, Nadob, Pira-tapuya, Siriano, Tariano, Tukano, Tuyuka, Wanana, Werekena e Yanomami.

Trata-se, portanto, de um complexo cultural de força e poder inestimáveis. A Brigada Ararigbóia é considerada uma força operacional altamente capacitada, formada por militares indígenas da região e por militares profissionais especialistas em guerra na selva, fazendo parte da elite do Exército.

A área de responsabilidade da Brigada abrange os municípios de São Gabriel da Cachoeira, Santa Isabel do Rio Negro e Barcelos, perfazendo o total de 294.507 km², o que correspondente aproximadamente à soma dos territórios dos estados brasileiros de Pernambuco, Santa Catarina, Paraíba, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Alagoas e Sergipe.

É maior que a soma das áreas de quaisquer dois estados Paraíba, Rio Grande do Norte, Espírito Santo ou Rio e JaneiroJ; maior que a soma das áreas do Rio de Janeiro, Alagoas, Sergipe e Distrito Federal juntos; maior do que cada um de 92 países, dentre os quais Bósnia Herzegovina, Estônia, Dinamarca, Haiti, El Salvador, Guatemala, Islândia, Coréia do Sul, Jordânia, Hungria, Portugal, Azerbaijão e Áustria, por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *