Agenda

Mundial
25/06/2014
Economia
25/06/2014

Programa Espacial

Satélite CBERS-4 completa mais uma bateria de testes

Brasília – O modelo de voo do satélite sino-brasileiro CBERS-4 completou nesta segunda-feira, 23, no Centro Espacial da Academia de Ciência e Tecnologia da China (Cast, na sigla em inglês), os testes de vibração nos seus três eixos. Os testes reproduzem as condições pelas quais o satélite passa durante o lançamento.

A Agência Espacial Brasileira informou que o quinto exemplar do programa de satélite de Recursos Terrestres, o CBERS-4 prossegue até agosto próximo na fase denominada de testes ambientais térmicos realizados na câmara de termo-vácuo.

A etapa final é o teste sistêmico de longa duração, com 100 horas contínuas de operação, com o satélite simulando sua operação em voo. Em seguida se realiza a Revisão Final de Projeto (FDR, na sigla em inglês), prevista para setembro.

Já o lançamento está programado para ocorrer na segunda semana de dezembro do Centro de Lançamento de Taiyuan, na China. Desde o início da montagem do satélite, em janeiro último, todas as etapas têm a participação efetiva de técnicos e engenheiros do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

A AEB informou que o Brasil é responsável por 50% dos subsistemas do satélite. A indústria nacional desenvolveu a estrutura, o subsistema de energia, as câmaras MUX e WFI, o gravador de bordo, o transmissor de dados, de coletas de dados e equipamentos do subsistema do computador de bordo.

A chegada do satélite à base de lançamento de Taiyuan está prevista para a segunda semana de outubro. Lá será realizada a campanha de lançamento que inclui testes elétricos pós-transporte, montagem final dos painéis solares, enchimento dos tanques de combustíveis, montagem do satélite na coifa onde o satélite é instalado para ser levado ao espaço, instalação da coifa no topo do foguete lançador e testes com o satélite na torre de lançamento.

Astrium e Safran formarão técnicos espaciais no Brasil

A Agência Espacial Brasileira (AEB) acordou um programa de cooperação em formação espacial com três referentes do setor na França e dois nacionais: Astrium SAS – BU Space Transportation (integrante da Airbus DS), Safran SA, junto ao Instituto Superior da Aeronáutica e do Espaço (ISAE), da parte francesa, e, pelo Brasil, o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA, núcleo científico-técnico da FAB) e a Fundação Universidade de Brasília (FUB).

O principal objetivo é o de estabelecer missões de ensino e tutoria com cursos de capacitação e oficinas para alunos do programa brasileiro "Ciência Sem Fronteiras (CSF)" no contexto do "Projeto Veículo Lançador Astrium e Safran “para estudantes avançados do Brasil”.

De acordo com a AEB, o programa será coordenado e executado por uma comissão composta por representantes das seis instituições participantes.

A Astrium e a Safran pretendem promover a expansão da cooperação de pesquisa com o ITA, a FUB e Isae para desenvolver projetos I + D junto a alunos destacados. Tais projetos devem ser discutidos bilateralmente entre os parceiros e ser executados por meio de acordos de cooperação específicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *