Relações Exteriores

Brasil e Bolívia intensificam combate ao narcotráf
19/12/2012
Brasil e Líbia iniciam processo de reaproximação
19/12/2012

Saúde de Hugo Chávez e rumores preocupam líderes r

Saúde de Hugo Chávez e rumores preocupam líderes regionais

Brasília – A saúde do presidente venezuelano Hugo Chávez e os rumores em torno de suas condições físicas alimentam as preocupações de líderes regionais. O principal temor diz respeito à possibilidade de Chávez não poder tomar posse para mais um mandato no dia 10 de janeiro.

Operado pela quarta vez há seis dias e internado em Cuba, Chávez teria agravado seu quadro e a família do presidente já estaria em Havana. Além de um sangramento, ele teria sofrido piora no quadro respiratório após a retirada de um tumor maligno.

No Brasil, a situação é monitorada pelo Itamaraty e o Palácio do Planalto.

O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, tem conversado com o vice-presidente e chanceler venezuelano, Nicolás Maduro. Além dele, o embaixador do Brasil em Caracas, José Antonio Marcondes de Carvalho, acompanha a evolução do presidente desde o novo internamento. O assessor internacional Marco Aurélio Garcia é outro que recebe informações diárias sobre Chávez.

Segundo Patriota, as últimas notícias falam de estabilização e até mesmo de evolução positiva, depois de uma operação complexa com um sangramento. A situação parece evoluir para uma situação favorável. “Nossos melhores votos para o pronto restabelecimento do presidente Chávez”.

Hugo Chávez está em tratamento há 18 meses e a oposição reclama da falta de informações precisas sobre a situação do presidente. Maduro teria sido escolhido por ele para governar em sua ausência e substituí-lo em caso de incapacidade para retornar ao poder.

Se Chávez não puder tomar posse em 10 de janeiro, assumirá o presidente da Assembleia Nacional, Diosdato Cabello, um dos seus principais aliados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *