Brasília, 12 de dezembro de 2018 - 15h56

Forças Armadas

24 de outubro de 2016
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - O Senado do Paraguai iniciou no dia 18 as discussões em torno da nova Lei de Defesa Nacional e Segurança Interna. O primeiro passo foi a realização de uma audiência pública para tratar as implicações do tema. Para tanto, participaram além de congressistas, representantes de organizações sociais e da sociedade civil.



Um dos aspectos mais polêmicos da futura lei diz respeito às atribuições do presidente da República com relação a possibilidade discricional de utilizar as Forças Armadas sem autorização alguma por parte do Congresso paraguaio.



Atualmente, cabe ao Chefe do Executivo decidir sobre o emprego dos militares em manifestações, protestos, greves ou reuniões que possam constituir ameaça ou ações violentas contra as autoridades.



A Lei de Defesa Nacional também irá tratar do emprego da Força Tarefa Conjunta que reúne militares e policiais e que tem gerado muitas controvérsias no Paraguai. A ideia seria dissolver o grupo que atua no norte do país no combate à organização guerrilheira Exército do Povo Paraguaio (EPP). A falta de resultados concretos e de denúncias contra o grupo alimentaria essa tendência.



A Força Tarefa Conjunta foi criada em 24 de agosto de 2013 quando o presidente Horacio Cartes estava há apenas 11 dias no poder. Trata-se de uma unidade integrada por membros das Forças Armadas, Polícia Nacional e Secretaria Nacional Antidrogas. Com cerca de mil homens e mulheres, a unidade custa em torno de US$ 1 milhão aos cofres públicos e atua basicamente nos departamentos de San Pedro, Concepción e Amambay.


Assuntos estratégicos

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...