Brasília, 18 de outubro de 2018 - 16h25

Senador boliviano pede asilo ao Brasil e é acusado

30 de maio de 2012
por: InfoRel

Brasília - O senador boliviano Roger Pinto Molina está abrigado na embaixada brasileira em La Paz desde o início da semana. Ele pediu asilo político ao Brasil e foi acusado pelo presidente Evo Morales de corrupção.



De acordo com o Itamaraty, o governo analisa o pedido. Segundo Molina, que é senador de oposição, sua permanência na Bolívia é inviável.



O parlamentar afirmou que sua defesa dos direitos humanos contrariou muita gente do governo, razão pela qual passou a ser perseguido por autoridades bolivianas.



Em carta ele explicou: "Após vários anos de luta intransigente em defesa dos direitos humanos, toda a força do sistema democrático e respeito pela dissidência e por pensar de maneira diferente, agora estou nas circunstâncias difíceis e dolorosas que me levam a buscar refúgio na Embaixada do Brasil porque não tenho outra alternativa para reagir ao assédio impiedoso e à perseguição a que fui submetido ".



O senador enviou ainda cartas à presidenta Dilma Rousseff e ao embaixador do Brasil na Bolívia, Marcel Biato para que o país lhe conceda o asilo político.



Já o governo da Bolívia acusa Molina de corrupção em 2000, quando era governador de Pando.



Ele estaria respondendo a 20 processos criminais nas regiões de La Paz, Santa Cruz, Sucre e Cobija.

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...