Brasília, 18 de novembro de 2018 - 11h23
Setor privado cobra esforço do governo por acordo MERCOSUL – UE

Setor privado cobra esforço do governo por acordo MERCOSUL – UE

26 de junho de 2018
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
Brasília – O setor privado brasileiro cobrou um esforço maior por parte do governo para que o Tratado de Livre Comércio MERCOSUL – União Europeia seja firmado ainda em 2018. O tema foi tratado no 36º Encontro Econômico Brasil Alemanha (EEBA) realizado em Colônia, Alemanha.

Para o presidente do Conselho Empresarial da América Latina (CEAL), Ingo Plöger, chegou a hora de lideranças brasileiras e europeias agirem nas negociações entre o MERCOSUL e a União Europeia. “O Estado está muito devagar em relação às empresas”, afirmou, durante o painel sobre políticas econômica e comercial. Segundo ele, há uma falta de visão da Europa na participação das longas cadeias produtivas da América do Sul.

Opinião coincidente tem o embaixador Roberto Jaguaribe, presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX-Brasil). Na sua avaliação, Brasil e Alemanha devem se mobilizar para manter regras internacionais compatíveis com os interesses dos países e com o ordenamento da conjuntura internacional.

De acordo com Jaguaribe, o Brasil é o segundo maior destino de investimentos da Europa no mundo, atrás dos Estados Unidos e à frente da China – quase 50% dos aportes europeus na América Latina são direcionados ao Brasil. Em contrapartida, o presidente da APEX-Brasil disse que o país é origem de 70% dos investimentos latino-americanos na Europa, chegando a US$ 150 bilhões de dólares, superior aos aportes chineses.

Já a Secretária-Executiva do ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Yana Dumaresq Sobral Alves, destacou a vocação multilateral brasileira e o ímpeto reformista no ambiente regulatório. “Um novo tempo se abre para o Brasil, para a atração de investimentos para produção de energia e combustíveis renováveis”, disse.

O 36º Encontro Econômico Brasil Alemanha (EEBA) é organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pela BDI, com apoio da prefeitura de Colônia e da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo. O evento ocorre de forma intercalada entre os dois países. A edição de 2019 será no Rio Grande do Norte, com o apoio da Federação das Indústrias do Estado (FIERN). Neste ano, cerca de 260 participantes brasileiros estão em Colônia.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...