Esquerda latino-americana fechada com Chávez e Fer
22/07/2012
Liga Árabe exige renuncia de Bashar al Assad
23/07/2012

Síria está fora da Cúpula América do Sul – Países

Síria está fora da Cúpula América do Sul – Países Árabes

A Síria, suspensa da Liga Árabe, não deverá participar da terceira edição da Cúpula América do Sul – Países Árabes, que acontecerá em Lima, Peru, nos dias 1º e 2 de outubro.

No entanto, o governo de Ollanta Humala aposta principalmente no interesse dos árabes para que o evento seja exitoso.

De acordo com o vice-chanceler peruano, José Beraún Araníbar, “há uma grande disposição dos países do Golfo Pérsico e do Egito em assistir à Cúpula de Lima”.

Para evitar o esvaziamento do encontro, o Peru decidiu transferi-lo para o mês de outubro – estava agendado para setembro – e assim, evitar a concorrência com a Assembleia Geral das Nações Unidas.

O governo do Peru quer o maior número de Chefes de Estado e de Governo no encontro.

A iniciativa é do Brasil que também trabalha para que os países sul-americanos intensifiquem suas relações comerciais e políticas com os países árabes.

Araníbar informou ainda que a maioria dos presidentes da América do Sul participará da Cúpula.

Nesta semana, o diplomata esteve na Arábia Saudita, Bahrein, Iraque, Omã, Kuwait e Egito, e entregou um convite pessoal do presidente Ollanta Humala para que esses países se façam representar na Cúpula em seu mais alto nível.

Os países sul-americanos ainda mantém relações comerciais muito abaixo do potencial identificado entre as duas regiões e esperam que o encontro de outubro sirva para alavancar os investimentos comuns.

O Peru, por exemplo, já conta com a Dubai Port que administra o porto de Callao e nos últimos dias começou a receber investimentos da Argélia.

A Cúpula América do Sul – Países Árabes também pretende intensificar a interlocução com os organismos multilaterais regionais como a Liga Árabe, para que no futuro, haja coordenação política entre árabes e sul-americanos em relação aos temas globais.

O Paraguai, suspenso da Unasul, é outro que não deve participar.

Por outro lado, a Palestina participará e deverá receber o apoio da maioria dos países para tentar novamente ser reconhecida como um Estado soberano a partir de setembro, quando se realizará a Assembleia Geral da ONU, em Nova Iorque.

A primeira Cúpula América do Sul -Países Árabes foi realizada em Brasília em 2005 e a segunda em Doha em 2009.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *