Agenda

Comércio Exterior
23/08/2016
Política
23/08/2016

Integração Regional

Suriname poderá tornar-se novo membro pleno do MERCOSUL

Brasília – O Suriname poderá tornar-se novo membro pleno do MERCOSUL depois que o governo do Uruguai enviou ao Congresso do país o Protocolo de Adesão assinado em Brasília em julho de 2013. O Uruguai também já ratificou a adesão da Bolívia pendente apenas de aprovação pelo Brasil.

O ingresso do Suriname teve de ser novamente discutido depois da reincorporação do Paraguai que em 2012 foi suspenso do bloco. No entanto, a tramitação do texto no Parlamento não deve encontrar dificuldades, pois não houve nenhuma mudança em relação ao tratado original.

A Comissão de Assuntos Internacionais do Senado já aprovou o protocolo que aguarda agendamento para ser votado pelo Plenário. O ingresso do Suriname guarda relação com o objetivo do MERCOSUL de incluir todos os países da UNASUL no bloco e com isso, fortalecer o diálogo e a cooperação em comércio e investimentos dos países sul-americanos.

Também com este objetivo, o Uruguai promulgou em junho, o Acordo Marco de Cooperação Técnica Bilateral com o Suriname que será implementado entre a Universidade da República (UdelaR) e a Universidade Anton de Kom do Suriname (ADEKUS).

Por outro lado, Montevidéu está de olho no potencial energético do Suriname, rico para a exploração de minérios, perticularmente alumínio, ouro e petróleo. O Suriname também é membro do CARICOM, o que pode facilitar o acesso de produtos uruguaios ao mercado caribenho. Por fim, o país conta com sólidas empresas petroleira, postal e aérea com voos diários para a Europa e os Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *