Relações Exteriores

A realidade do Terrorismo
12/01/2010
Terremoto devasta Haiti
13/01/2010

Tragédia

Terremoto devasta o Haiti e Brasil perde militares

Um terremoto 7 graus na escala Richter devastou o Haiti nesta terça-feira e o Exército brasileiro confirmou a morte de quatro militares.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) informou que até as 7h (horário de Brasília), haviam sido registradas 39 réplicas do terremoto maiores, de entre 4,5 e 5,9 na escala Richter, das quais 14 eram de pelo menos 5 graus.

De acordo com o USGS, essas réplicas devem durar vários dias.

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, o embaixador do Brasil em Porto Príncipe, Igor Kipman, e o Comandante do Exército, general Enzo Peri, devem chegar ao país nesta quarta-feira.

O 12º contingente brasileiro na Missão das Nações Unidas de Estabilização do Haiti (Minustah), com 130 militares, que deveria chegar ao Haiti também nesta quarta-feira, teve de retornar à Boa Vista (RR), onde aguarda autorização para desembarcar no aeroporto internacional de Porto Príncipe.

O ministério das Relações Exteriores informou que o Brasil vai doar entre US$ 10 e US$ 15 milhões ao Haiti, mas ainda não definiu de que forma os recursos chegarão ao país.

De acordo com o Itamaraty, o ministro Celso Amorim conversou algumas vezes com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta manhã e está reunido com o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, da Presidência da República, general Jorge Armando Félix, para discutir como o Brasil vai atuar diante da tragédia.

Um gabinete de crises foi instalado e o presidente Lula que viajaria ao Haiti em fevereiro, determinou o envio de alimentos ao país. Dois aviões da FAB devem seguir do aeroporto do Galeão (RJ) para o país com 14 toneladas de alimentos cada.

O Comando do Exército informou que foram confirmadas as mortes do 1º Tenente Bruno Ribeiro Mário, o 2º Sargento Davi Ramos de Lima, e os soldados Antônio José Anacleto e Tiago Anaya Detimermani, lotados no 5º Batalhão de Infantaria Leve, de Lorena (SP).

Além deles, outros cinco militares sofreram ferimentos e foram encaminhados ao hospital argentino próximo ao aeroporto haitiano.

Este é o pior terremoto sofrido pelo Haiti em 200 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *