Relações Exteriores

A disputa pelo poder e os temas relevantes
01/10/2010
Ministro da Defesa defende América do Sul dissuasó
01/10/2010

UNASUL condena tentativa de golpe no Equador

UNASUL condena tentativa de golpe no Equador

Em reunião extraordinária realizada em Buenos Aires na madrugada desta sexta-feira, 1º, a União das Nações Sul-Americanas (UNASUL), decidiu condenar energicamente a tentativa de Golpe de Estado no Equador.

 

Os ministros das Relações Exteriores do bloco devem seguir para Quito para expressar o apoio ao presidente Rafael Correa.

 

O Equador preside a UNASUL que em novembro passará a ser comandada pela Guiana.

 

Em Declaração Conjunta, a UNASUL condena ainda o seqüestro do presidente num hospital da capital e ressalta a necessidade de que os responsáveis do levante sejam punidos.

 

Além disso, reforçam que os países membros não tolerarão sob hipótese alguma qualquer tentativa de ruptura institucional na região.

 

De acordo com o documento, “em caso de novos levantes, serão adotadas medidas concretas e imediatas, tais como fechamentos de fronteiras, suspensão do comércio, tráfego aéreo, fornecimento de energia e serviços”.

 

Democracia

 

A UNASUL decidiu ainda incluir no Tratado Constitutivo do bloco, uma cláusula democrática. O assunto será discutido no dia 26 de novembro na Cúpula de Chefes de Estado em Georgetown.

 

Participaram da reunião os presidentes da Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Peru, Uruguai e Venezuela, além do Secretário-Geral da UNASUL, o ex-presidente argentino Nestor Kirchner.

 

O Brasil foi representado pelo Secretário-Geral do Itamaraty, embaixador Antônio Patriota. O presidente paraguaio Fernando Lugo também não compareceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *