Israel – Palestina
26/11/2012
Embaixador dos EUA é apresentado a projetos para a
26/11/2012

UNASUL se reúne para discutir situação do Paraguai

UNASUL se reúne para discutir situação do Paraguai

Brasília – No próximo dia 30 em Lima, Peru, os Chefes de Estado dos países membros da União de Nações Sul-Americanas (UNASUL) se reúnem para discutir o fim da suspensão do Paraguai e o seu retorno ao bloco. Além disso, devem aprovar US$ 13 bilhões para 30 projetos de infraestrutura na região.

A Cúpula da UNASUL também analisará uma série de medidas comuns que deverão ser adotadas na Segurança e Defesa da América do Sul e um Comunicado Conjunto sobre as políticas de erradicação do trabalho infantil e do estímulo à geração de empregos.

Suspenso a cinco meses do bloco, o Paraguai não enviará representante ao encontro, mas em Assunção, o clima é de otimismo com a revogação da suspensão. O país espera que a decisão da UNASUL seja seguida também pelo Mercosul.

Antes da Cúpula Presidencial, os chanceleres e ministros da Defesa se reúnem em Lima para discutir as agendas dos respectivos conselhos de Defesa e de Relações Exteriores.

Até o momento, estão confirmadas as presenças das presidentes Cristina Kirchner, da Argentina; Dilma Rousseff, do Brasil, e do presidente José Mújica, do Uruguai.

Agenda

De acordo com o ministro das Relações Exteriores do Peru, Benjamin Chimoy, os países da UNASUL pretendem aprovar 531 iniciativas em 30 projetos de infraestrutura. Já os ministros da Defesa vão revisar as medidas já encaminhadas sobre ações conjuntas e a transparência nos gastos militares.

Em relação ao Paraguai, a expectativa é que o país seja readmitido no bloco antes das eleições de abril de 2013. Tudo vai depender do relato a ser apresentado no dia 29 pelo presidente do Grupo de Alto Nível da UNASUL, Salomon Lerner.

Ele fará uma apresentação sobre suas impressões da visita que realizou ao Paraguai na semana passada. Lerner esteve em Assunção conversando com autoridades dos Três Poderes e reuniu-se com o ex-presidente Fernando Lugo.

O ministro de Relações Exteriores do Paraguai, José Félix Fernández Estigarribia, está otimista quanto ao fim da suspensão do Paraguai do bloco. Segundo ele, o país vive uma democracia em pleno funcionamento, o que teria sido reconhecido pelo enviado da UNASUL ao país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *