Brasília, 27 de março de 2019 - 00h33

Conselho Sul-Americano

06 de maio de 2010 - 20:25:46
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

A União das Nações Sul-Americanas (Unasul) decidiu criar um centro de estudos estratégicos que funcionará em Buenos Aires e que vai auxiliar o Conselho Sul-Americano de Defesa.



Nas próximas semanas deverá ser aprovado o estatuto do centro.



A expectativa é que toda a estrutura de Segurança e Defesa da América do Sul seja redefinida a partir dos trabalhos realizados pelo centro.



O Conselho Sul-Americano de Defesa também contará com um instrumento jurídico para pautar a atuação regional, regulamentando e redefinindo, conforme necessário, os termos e as regras vigentes no bloco.



Chile, Equador e Peru têm posições concretas sobre isso e a perspectiva é que esteja consolidado nos próximos anos.



Na avaliação do Itamaraty, o mais importante é que a Unasul seja institucionalizada o quanto antes, já que a América do Sul é a última região do mundo que ainda não se organizou em torno de um projeto integrado entre nações.



De acordo com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, o Conselho Sul-Americano de Defesa caminha em direção a um modelo de responsabilidade compartilhada, nos moldes adotados pela Europa.



Ele reconheceu que o Conselho é fruto de uma decisão complexa e difícil, mas exitosa que busca a criação de uma indústria de Defesa sul-americana.



Jobim descartou qualquer possibilidade de o Conselho funcionar como a OTAN.



O ministro revelou que no âmbito do Conselho foi criado um centro de inteligência para atuar na fronteira entre a Colômbia e o Equador para fazer frente às ameaças do narcotráfico e da guerrilha das Farc.