Brasília, 20 de outubro de 2019 - 01h57
UNICA promove etanol brasileiro nos Emirados Árabes

UNICA promove etanol brasileiro nos Emirados Árabes

01 de outubro de 2019 - 12:47:45
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília - Entre os dias 22 e 26 de setembro, a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) participa de uma série de reuniões com representantes do governo, de fundos de investimentos e empresários dos Emirados Árabes Unidos, em Dubai e Abu Dhabi, para a promoção do etanol brasileiro. A participação da UNICA faz parte do projeto setorial desenvolvido em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

O diretor executivo da entidade, Eduardo Leão, destaca que o objetivo dos encontros é mostrar os benefícios ambientais, econômicos e para a saúde humana que o etanol pode proporcionar quando misturado à gasolina. “O etanol contribui para reduzir os níveis de poluição do ar e as emissões de gases de efeito estufa. É, nesse sentido, a fonte de energia mais eficiente e economicamente viável”, destacou Leão.

No domingo, 22, Leão participou de seminário realizado no escritório internacional da Câmara de Comércio Árabe Brasileira em Dubai, inaugurada no início deste ano, que reuniu cerca de 90 empresários, representantes de setores e lideranças do Brasil e dos Emirados Árabes Unidos.

O evento contou com a participação da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, do presidente da Frente Parlamentar Agropecuária, deputado Alceu Moreira, do embaixador Orlando Ribeiro, secretário de Comércio e Relações Exteriores do Ministério da Agricultura e do embaixador do Brasil nos Emirados Árabes Unidos, Fernando Igreja.

A Apex-Brasil e a UNICA publicaram, em fevereiro de 2008, estratégia para promover a imagem dos produtos sucroenergéticos no exterior, em especial do etanol brasileiro como uma energia limpa e renovável. As duas entidades assinaram um convênio que prevê investimentos compartilhados.

De acordo com a ÚNICA, o projeto pretende influenciar o processo de construção de imagem do etanol e demais derivados da cana junto aos principais formadores de opinião mundial, bem como empresas de trading, potenciais investidores e importadores, ONGs e consumidores.