Mundo

Economia
06/09/2016
Cooperação
08/09/2016

Política

Uruguai avança em TLCs com México e Chile e negocia com a China à margem do MERCOSUL

Brasília – O governo uruguaio informou nesta terça-feira, 6, que os tratados de livre comércio com México e Chile avançam e que o país está disposto a firmar um TLC com a China “com ou sem o MERCOSUL”.

De acordo com o ministro das Relações Exteriores, Rodolfo Nin Novoa, “nesta terça-feira, 6, daremos início às negociações para aprofundar o TLC existente entre o Uruguai e o México. Com o Chile, estamos na última etapa de ampliação do acordo que deverá ser assinado em 4 de outubro”.

Novoa explicou que “atualmente, há uma missão oficial no México para analisar os pontos a discutir sobre a ampliação do TLC existente. Esse tratado tem a restrição de que muitos bens estão referidos a quotas e a vendas de produtos para a indústria mexicana e não tanto para o consumo”.

O chanceler uruguaio confirmou ainda que as negociações com o Chile para aprofundar o TLC estão em sua fase final e acrescentou que já foram concluídas as negociações sobre 20 capítulos. A ideia é que o acordo seja assinado em 4 de outubro em Montevidéo e remetido imediatamente aos respectivos parlamentos para ratificação.

Em relação às negociações com a China, Rodolfo Nin Novoa foi claro ao dizer que o Uruguai trabalha para assinar um TLC “com ou sem o MERCOSUL”. Ele confirmou que os dois países já negociam e que o Uruguai não abre mão de aprofundar o seu relacionamento comercial com a segunda potência econômica do mundo.

O presidente Tabaré Vázquez viajará à China até o final do ano para acelerar este processo. A China é o segundo principal comprador de produtos uruguaios, depois do Brasil. As exportações uruguaias para a China alcançaram US$ 633 milhões nos primeiros sete meses do ano. Da China, o país importou no mesmo período, o equivalente a US$ 816 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *