Brasília, 10 de dezembro de 2018 - 08h02

Política

02 de setembro de 2016
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - O governo uruguaio do presidente Tabaré Vázquez, da coalizão de esquerda Frente Ampla, emitiu um comunicado na noite desta quinta-feira, 1º, em que considera “injusta” a destituição da ex-presidente Dilma Rousseff, apesar da legalidade do processo, defendida pelos denunciantes do crime de responsabilidade.



Em um tom mais moderado que o expressado anteriormente pelos governos da Bolívia, Cuba, Equador e Venezuela, o comunicado do ministério das Relações Exteriores exorta a que “no marco da institucionalidade democrática, o povo brasileiro alcance seus objetivos de estabilidade e desenvolvimento”.



O Uruguai não pretende convocar seu embaixador em Brasília como fizeram os países do eixo bolivariano e nem o Itamaraty deve responder à nota. O Brasil trabalha para conquistar o apoio uruguaio em relação ao isolamento político e diplomático da Venezuela. Não há interesse numa crise com o vizinho.



No comunicado de sua chancelaria, o Uruguai reconhece que tem acompanhado com atenção o processo político e judicial no Brasil, “que culminaram com a decisão do Senado de destituir à presidente eleita legitimamente pelo povo brasileiro”.



Além disso, destaca o papel de Dilma Rousseff no fortalecimento das relações bilaterais e no aprofundamento da aliança estratégica. Por fim, põe em dúvida a decisão adotada no dia 31 de agosto. “Muito além da legalidade invocada, o governo uruguaio considera uma profunda injustiça esta destituição”.



Por outro lado, a moderação adotada pelo governo não é a mesma percebida no meio político uruguaio. O ex-senador Oscar López Goldaracena, por exemplo, propôs que o país retire todos os seus diplomatas do Brasil em resposta ao que considera um “golpe ao Direito”. Ele é um dos membros da Frente Ampla que pressiona o governo de Vázquez para que adote uma postura mais dura com Brasília.



Na avaliação do político, “trata-se de condenar um ato antijurídico e arbitrário que carece de legitimidade substancial e que violenta a democracia. Que sigam as formas não quer dizer que se siga o Direito. Se golpeou o Direito. Há um golpe ao Direito”, sustentou.


Assuntos estratégicos

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...