Brasília, 12 de dezembro de 2018 - 06h52

Economia

19 de outubro de 2016
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - Uruguai e China decidiram avançar nas negociações para a assinatura de um Tratado de Livre Comércio (TLC), informou o diretor-geral para a América Latina e o Caribe, do governo chinês, Zhu Qingqio. De acordo com o governo da China, as negociações serão iniciadas “o quanto antes”.



Este foi o principal tema discutido pelos presidentes Tabaré Vázquez e Xi Jianping, que se reuniram em Pequim. Vázquez está na China para tratar especificamente de negócios. Segundo ele, “China e Uruguai são partidários das economias abertas no mundo”.



Os dois países firmaram 16 acordos de cooperação e estabeleceram uma parceria estratégica. Entre os documentos firmados, destaque para a isenção de passaportes diplomáticos, oficiais e de serviços públicos, educação, cultura, defesa, turismo, esporte, agricultura e pecuária, meio ambiente, tecnologias da informação e comunicações.



Zhu Qingqio afirmou que “China e Uruguai acabam de inaugurar uma nova etapa de desenvolvimento em suas relações bilaterais para que esses vínculos tenham um nível mais amplo”.



Para o ministro da Economia e Finanças, Danilo Astori, “há apenas um caminho para consolidar o crescimento e se identifica com uma só palavra: investimento”.  Ele acompanhou o presidente uruguaio para apresentar as vantagens que o país oferece aos capitais produtivos junto ao Conselho da China para a Promoção do Comércio Internacional (CCPIT).



De acordo com Astori, “o Uruguai duplicou em apenas dez anos a proporção de investimento com respeito à produção em comparação com os níveis históricos. Necessitamos muito mais para seguir assegurando níveis de crescimento sustantáveis”. Ele afirmou ainda que “o Uruguai é um bom lugar para investir, porque gera confiança e se projeta a um mercado regional ampliado, que é um dos mais importantes do mundo, a América Latina e o Caribe”.



Entre 2005 e 2015, o Uruguai firmou-se como o segundo país da região na recepção de investimentos externos. Além disso, a partir de 2005 a Lei de Investimentos de 1998 foi modificada o que permitiu a aprovação de US$ 15 bilhões em projetos. Agora, o Uruguai busca investimentos da ordem de US$ 12,5 bilhões para viabilizar o Plano Estratégico de Infraestrutura.



Para tanto, o governo uruguaio conta com a participação do setor privado e com o aporte de recursos da China.


Assuntos estratégicos

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...