Brasília, 14 de novembro de 2018 - 05h53

Venezuela cada vez mais dependente da China

25 de novembro de 2011
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - A China decidiu abrir uma linha de crédito de US$ 1,5 bilhão para refinanciar a PDVSA e outra no valor de US$ 500 milhões para a compra de equipamentos destinados a petroleira. De acordo com o presidente Hugo Chávez, a dívida será paga com petróleo.



A China já emprestou US$ 32 bilhões à Venezuela. Nesta semana, autoridades dos dois países discutiram em Caracas, a execução dos projetos de cooperação financiados com recursos chineses.



O país já havia emprestado US$ 4 bilhões para a Sinovesa, empresa criada pelos dois países para aumentar a produção petroleira de 118 mil barris diários de petróleo para 1,1 milhão até 2014, nos campos da Faixa do Orinoco.



Os dois países também devem firmar acordos nas áreas de alimentos, construção civil e tecnologia.



China e Venezuela ainda mantém um Fundo conjunto com US$ 12 bilhões para o desenvolvimento de projetos nas áreas de energia elétrica, agricultura, mineração, aviação e telecomunicações.



A oposição estima que a Venezuela terá de entregar 700 mil barris diários de petróleo à China para poder pagar a dívida, além dos 400 mil que já entrega atualmente. Isso corresponde a dois terços do que o país entrega diariamente aos Estados Unidos, seu principal sócio comercial.



Aliança Estratégica



Pelo menos 165 projetos são implementados na Venezuela com dinheiro chinês. São 76 em agricultura e terras, 4 em meio ambiente, 20 em Ciência e Tecnologia e indústrias intermediárias, 22 de energia elétrica, 5 em petróleo, 12 de indústrias básicas y minas, 10 de habitação, e 18 de transportes e comunicações, entre outros.



Entre os projetos considerados estratégicos está a modernização da central hidroelétrica Simon Bolívar (Guri), a construção da hidrológica Manuel Piar (Tocoma), trechos do Metrô de Valencia, Maracaíbo e Los Teques, eixos ferroviários, e fábricas de celulares e computadores.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...