Narcotráfico
31/07/2012
Modernização
31/07/2012

Venezuela fecha compra de seis jatos Embraer 190

Venezuela fecha compra de seis jatos Embraer 190

Brasília – Os presidentes Dilma Rousseff, do Brasil, e Hugo Chávez, da Venezuela, assinaram nesta terça-feira, 31, acordo para a venda de seis jatos Embraer 190 para a venezuelana Conviasa por US$ 271,2 milhões.

A Venezuela ainda terá a opção de adquirir outros 14 aviões o que pode aumentar o volume do negócio para US$ 904 milhões.

Dilma e Chávez se reuniram bilateralmente momentos antes da Cúpula do Mercosul que oficializou o ingresso da Venezuela ao Mercosul.

A Embraer pretende entregar as primeiras unidades do avião ainda neste ano.

“É uma satisfação receber este pedido da Conviasa, décimo primeiro cliente da família de E-Jets na região da América Latina e do Caribe, um mercado que crescerá, em média, 7% ao ano, nos próximos vinte anos”, afirmou Paulo Cesar de Souza e Silva, presidente da Embraer, Aviação Comercial.

Segundo ele, “temos certeza que o E190 terá um papel importante no aumento da qualidade e da eficiência do transporte aéreo na Venezuela”.

Já o presidente da Conviasa, César Martínez Ruiz, afirmou que “consideramos que o jato E190 vai ser fundamental no processo de renovação da frota da Conviasa. Estes aviões nos permitirão aumentar a conectividade tanto nas rotas domésticas quanto internacionais”.

De acordo com a Embraer, o contrato fortalece a posição de líder da empresa na América Latina e Caribe, onde detém 75% do mercado de aviação comercial no segmento de jatos até 120 assentos, comparado a uma média no mundo de 43%.

A Embraer informou ainda que os novos E190 da Conviasa serão confortavelmente configurados com 104 assentos em classe única. Atualmente, a empresa atende 14 destinos nacionais e nove internacionais.

AMX

A Avio do Brasil, empresa Brasileira do Grupo Avio especializada em atividades de manutenção, assistência técnica e revisão (MR&O) de motores aeronáuticos, inaugurou nesta terça-feira, 31, no Rio de Janeiro, a linha de desmontagem e montagem do motor aeronáutico Spey Mk 807, que

equipa os caças AM-X da Força Aérea Brasileira (FAB).

A cerimônia contou com a presença do comandante da FAB, brigadeiro Juniti Saito.

Segundo a empresa, este é o primeiro passo do projeto de recapacitação das operações da Avio no Brasil para a manutenção das turbinas Spey MK 807.

Quando o banco de provas dos motores do Parque de Material Aeronáutico de São Paulo estiver qualificado, Avio do Brasil iniciará os reparos de motores no Brasil.

O projeto estará completo em 2014, quando a Avio do Brasil atingirá sua capacitação plena para a revisão geral dessas turbinas, incluindo os reparos das peças e a revisão geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *