Relações Exteriores

Defesa
11/04/2009
Cooperação espacial marca relações Brasil–Ucrânia
11/04/2009

Venezuela no Mercosul é debatida no Senado

Venezuela no Mercosul é debatida no Senado

Nesta quinta-feira, 16, a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional do Senado Federal, ouve os embaixadores Rubens Barbosa, Sérgio Amaral e Paulo Tarso Flecha de Lima, sobre a adesão da Venezuela ao Mercosul.

Trata-se da primeira audiência pública requerida pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), relator do protocolo já aprovado na Câmara dos Deputados em 2008.

No dia 30, os senadores ouvem o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, o embaixador do Brasil em Caracas, Antonio Simões, e o governador de Roraima, José de Anchieta Júnior.

O embaixador brasileiro na Venezuela passou duas semanas em Brasília tentando sensibilizar a oposição a ratificar o acordo. Ele arrancou a garantia do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), de que a proposta será votada mesmo que a tendência seja pela aprovação tanto na CRE como em Plenário.

Os congressos do Brasil e do Paraguai são os únicos que ainda não concluíram este processo, impedindo que a Venezuela tenha direito a voto no Mercosul e seja submetida às regras e normas do bloco.

De acordo com o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), presidente da Comissão de Relações Exteriores, que é contra o ingresso da Venezuela como membro permanente do Mercosul, o texto poderá ser votado até o final de maio.

O senador Tasso Jereissati evita comentar seu parecer. Ele quer ouvir os embaixadores no dia 16 justamente porque o três são contrários à proposta.

Em seu périplo pelo Senado, Antonio Simões municiou os parlamentares com dados sobre as relações comerciais do Brasil com a Venezuela e a importância econômica do país no Mercosul, sobretudo em tempos de crise aguda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *