Brasília, 10 de dezembro de 2018 - 08h03

Geopolítica

12 de setembro de 2016
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - Entre 13 e 18 de setembro, será realizada em Nueva Esparta, Ilha Margarita, na Venezuela, a 17ª Cúpula do Movimento dos Países Não Alinhados (MNOAL), quando Nicolás Maduro receberá do Irã, a presidência pro tempore do mecanismo pelos próximos três anos. O MNOAL é integrado por 120 países, mais de 60% dos total dos membros das Nações Unidas, e onde o Brasil atua apenas como observador.



Na agenda do evento constam temas como a aliança entre os blocos de integração regional da América Latina e África, a retomada dos temas ligados às crises no Oriente Médio, especificamente as políticas de Israel para a Palestina, as crisis dos refugiados e a guerra na Síria.



No âmbito regional, o tema mais forte irá girar em torno da destituição da ex-presidente Dilma Rousseff no Brasil, e o “intervencionismo dos Estados Unidos nos países latino-americanos”.



Além disso, o Movimento dos Países Não Alinhados pretende impulsionar as discussões em torno da reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Durante a presidência iraniana (2009 – 2012), o tema principal, negociado multilateralmente, foi a proibição aos ataques contra instalações dedicadas ao uso pacífico de energia nuclear.



A Venezuela será o terceiro país latino-americano em presidir a MNOAL, depois de Cuba e Colômbia. Atualmente, o país integra como membro não permanente, o Conselho de Segurança da ONU e preside a União das Nações Sul-Americanas. Deveria estar à frente do MERCOSUL, mas sua presidência não é reconhecida por Argentina, Brasil e Paraguai.



O Movimento dos Países Não Alinhados surgiu durante a Guerra Fria, com o objetivo de manter uma posição neutra em relação às superpotências da época, Estados Unidos e União Soviética. A MNOAL nasce formalmente em 1961, em Belgrado, mas a política de não alinhamento ganha corpo em 1955 na Conferência Afroasiática de Bandung, Indonésia, prestigiada por 29 líderes da geração pós-colonial, que estabeleceram os dez princípios adotados pelo movimento.


Assuntos estratégicos

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...