Brasília, 12 de dezembro de 2018 - 06h52

Integração

24 de setembro de 2009
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Será realizada na Ilha Margarita, na Venezuela, nos dias 26 e 27, a Cúpula América do Sul - África, que deverá reunir cerca de 30 chefes de Estado das duas regiões. No dia 28, os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Hugo Chávez, participam do terceiro encontro trimestral de 2009.

A Cúpula América do Sul - África pretende fortalecer a cooperação nas área de saúde, energia e tecnologia.

ASA

A Cúpula América do Sul - África nasceu após a visita do presidente Lula à Nigéria em 2005, quando o presidente Olusegum Obasanjo demonstrou interesse num encontro nos moldes da Cúpula América do Sul - Países Árabes.

De acordo com o Itamaraty, em setembro de 2005, os Chefes de Estado e de Governo da então Comunidade Sul-Americana de Nações (CASA), atual “União de Nações Sul-Americanas” (UNASUL), reunidos em Brasília, emitiram declaração de apoio à ASA, a qual veio a ser formalmente convocada pela Cúpula da União Africana (UA), em Cartum, em janeiro de 2006.

Em 30 de novembro de 2006, a Cúpula se realizou na Nigéria, dela resultando a Declaração de Abuja, o Plano de Ação e Resolução criando o “Fórum Cooperativo África-América do Sul” (ASACOF), cujas atividades deverão ser coordenadas, do lado africano, pela Nigéria, e, do lado sul-americano, pelo Brasil, os dois países que co-presidiram a Cúpula.

Para o governo brasileiro, "a associação entre a América do Sul e a África nunca foi tão necessária, considerando-se o contexto mundial, marcado por injustiças e desigualdades, bem como pelas ameaças ao multilateralismo e à estabilidade do sistema internacional. Ao endossar essa iniciativa, que vinha ao encontro da política externa brasileira de intensificação de suas relações com a África, teve também o Brasil a meta de fixar os alicerces de um novo paradigma de cooperação Sul-Sul", informou o ministério das Relações Exteriores.

O Grupo de Coordenação da ASA – “Follow-up Committee”- é constituído pelos Coordenadores das duas Regiões (atualmente, Brasil e Nigéria), pelo país anfitrião da próxima Cúpula (atualmente, Venezuela), assistidos pela Comissão da União Africana e pelo Secretariado da União de Nações Sul-Americanas.

De acordo com o Plano de Ação de Abuja, estão previstos: (a) uma Cúpula a cada dois anos; (b) encontros ministeriais entre cada Cúpula; (c) outros encontros, de acordo com o que os Estados entenderem necessário.

Assuntos estratégicos

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...