Programa FX2 é prorrogado pela Força Aérea
22/09/2009
Política Externa e prestígio
22/09/2009

Zelaya se refugia na embaixada do Brasil

Zelaya se refugia na embaixada do Brasil

O presidente de Honduras, Manuel Zelaya, deposto em 28 de junho, retornou a Tegucigalpa nesta segunda-feira e abrigou-se na embaixada do Brasil depois de receber autorização do Subsecretário de América do Sul do ministério das Relações Exteriores, embaixador Ênio Cordeiro.

Roberto Micheletti, que assumiu o o poder com o apoio das Forças Armadas, exigiu que o Brasil entregue Zelaya à Justiça.

O presidente hondurenho é acusado de desrespeitar a Constituição do país ao tentar realizar um referendo para tentar a reeleição.

De Nova York, o chanceler Celso Amorim informou que conversou com Zelaya por telefone e negou que o Brasil tenha concedido asilo político ao presidente. Para o governo brasileiro, as autoridades que deram o golpe não são reconhecidas.

Ele informou ainda que o governo dos Estados Unidos e o Secretário-Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, foram contactados para que busquem o diálogo com Micheletti.

A Secretária de Estado Hilary Clinton disse em Washington que o presidente da Costa Rica, Oscar Arias, continua sendo o mediador da crise e junto com Insulza, deve chegar a Honduras nas próximas horas.

Celso Amorim explicou ainda que conversou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o assunto. Lula apoiou a decisão do Itamaraty.

O ministro fez questão de ressaltar que não sabia da decisão de Zelaya que contou com o apoio de “vários” países para chegar à capital do país.

Ele advertiu a Roberto Micheletti para que não viole as leis internacionais e não invada a embaixada do Brasil para prender Manuel Zelaya.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *