Setor de proteína animal brasileiro discute acordo MERCOSUL – UE com autoridades europeias

por | fev 17, 2022 | 16h

Brasília – Na quarta-feira, 9, o diretor de mercados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Luis Rua, e outros representantes da entidade, se reuniram no Parlamento Europeu, com os eurodeputados Monica Silvana Gonzales, vice-líder da Delegação UE – MERCOSUL e José Manuel Fernandes, líder da Delegação Brasil – UE, com quem conversaram sobre o agronegócio brasileiro.

Na sede da União Europeia do Comércio de Gado e de Carnes (UECBV), eles conversaram com o Secretário-Geral, Karsten Maier. A ABPA defende a ratificação do tratado de livre comércio, mas as pressões protecionistas, principalmente da França, têm surtido efeito e o acordo segue parado em revisão jurídica.

De acordo com a ABPA, Rua também tratou de temas da pauta brasileira de proteína animal com o Embaixador do Brasil junto à União Europeia, Marcos Galvão, em reunião que contou também com o Ministro-Conselheiro Elias Santos, o Adido Agrícola, Guilherme Costa, além de representantes de agroindústrias de aves do Brasil.

O setor reiterou o compromisso da avicultura e da suinocultura do Brasil com a preservação do meio ambiente. Nos encontros, Luis Rua recordou a campanha internacional lançada pela ABPA em 2020, denominada Good Food for People and Planet, que reforça as características da indústria brasileira de aves e de suínos, localizada fora do Bioma Amazônico, com características próprias de ambiência e uso de recursos que a colocam entre os setores com um dos menores índices de impacto ambiental.

Por Marcelo Rech

Imagem: Época Negócios

Share This