Presidente do Chile convoca a América Latina para lutar contra possível golpe no Brasil

por | set 1, 2022 | 20h

Em mais um capítulo da briga velada entre esquerda e direita na América Latina, o presidente do Chile, Gabriel Boric, convocou os países da América Latina para a luta em caso de um golpe de Estado no Brasil. O golpe, claro, seria aplicado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Desde domingo, 28, Bolsonaro tem dito e reafirmado que Boric é um dos responsáveis pelo atentado ao Metrô de Santiago em 2019, quando aquele país atravessou um período turbulento que terminou com a eleição do esquerdista para presidente.

Em entrevista à última edição da revista Time, dos EUA, Boric foi perguntado sobre o que faria para apoiar a democracia no Brasil, caso Bolsonaro fosse derrotado em outubro e não aceitasse o resultado. Para ele, “a América Latina tem que reagir em conjunto para impedi-lo”.


O presidente do Chile disse, ainda, que a Carta pela Democracia, firmada por cerca de um milhão de pessoas, “foi um sinal potente por parte da sociedade civil brasileira. Se algo parecido tivesse ocorrido na Bolívia, em 2020, o golpe de Estado não teria prosperado”. Boric classificou a Carta pela Democracia como um gesto “muito esperançoso”.

Por Marcelo Rech

InfoRel

Imagem: ABC News

Share This