Defesa

Diplomacia
16/03/2005
Diplomacia
17/03/2005

Aeronáutica

Alencar garante segurança dos F-5Br revitalizados pela Embraer

O vice-presidente e ministro da Defesa, José Alencar, revelou que até o final do ano, 13 dos 46 aviões supersônicos F-5Br Tigre, que estão sendo revitalizados pela Embraer, serão entregues para operarem desde a Base Aérea de Anápolis. Estes aviões vão substituir os antigos Mirage IIIE/Br, que já têm três décadas e deixam de voar no dia 31 de dezembro deste ano.

Segundo Alencar, a defesa aérea está garantida e os F-5Br Tigre irão compor o 1º Grupo de Defesa Aérea de Anápolis, responsáveis pela proteção dos céus do Planalto e do eixo estratégico da região sudoeste. Com esta decisão, o governo brasileiro abandona temporariamente a idéia amadurecida pelo Comando da Aeronáutica, de comprar aviões usados.

Especula-se que o Brasil esteja esperando o caça Rafale, de fabricação francesa, baixar de preço para modernizar sua frota a partir de 2007. Os aviões, que custam cerca de US$ 50 milhões a unidade, poderiam ser entregues em 2010.

Segundo especialistas em aviação, o Rafale é primeiro jato europeu de combate que utiliza sistemas digitais. José Alencar revelou que a compra dos novos supersônicos se dará através de licitação e que a Embraer, empresa com a qual o governo tem compromissos políticos, teria todas as condições de oferecer uma excelente aeronave.

O ministro justificou o cancelamento da licitação do FX, iniciada em 1995, por conta dos modelos ultrapassados que haviam sido selecionados. Ele acredita que é melhor esperar mais um pouco e comprar o que há de mais moderno em termos de tecnologia, no mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *