Defesa

Comandante da FAB e autoridades realizam visita ao Centro de Lançamento de Alcântara
25/08/2017
MDIC promove workshop sobre propriedade intelectual no acordo entre MERCOSUL – União Europeia
29/08/2017

Brasil e Argentina realizam exercício militares com a Operação “Fraterno”

Brasília – Militares das marinhas do Brasil e da Argentina participaram entre 10 e 18 de agosto, do exercício militar Operação “Fraterno XXXV”, na área marítima compreendida entre o Rio de Janeiro (RJ) e Itajaí (SC).

Durante os cinco dias de mar, os meios da Esquadra Brasileira juntamente com a Corveta “Spiro”, da ARA, tiveram a oportunidade de aperfeiçoar o nível de adestramento das unidades navais no planejamento e na execução de operações, além de reforçar os laços de amizade entre estas Marinhas.

Foram realizados exercícios de Manobras Táticas, Operações Aéreas, LeapFrog, Light-Line, Transferência de Óleo no Mar, Tiros sobre Granada Iluminativa, Tiros sobre KillerTomato, Trânsito sob Ameaça Aérea e Oposição de Superfície, entre outros.

Participaram da Operação as Fragatas “Rademaker”, “Greenhalgh” e “Constituição”, o Navio-Tanque “Almirante Gastão Motta” e o Navio-Patrulha “Gurupá”, além das aeronaves AF-1 e UH-12, da Marinha do Brasil e das aeronaves P-3AM, A-1 e P95, da Força Aérea Brasileira.

Transferência de óleo

Durante a operação “Fraterno XXXV”, o tradicional exercício de transferência de óleo no mar foi realizado de uma forma diferente. O Navio Tanque (NT) “Almirante Gastão Motta” abasteceu as Fragatas “Rademaker” e “Constituição” simultaneamente.

No primeiro dia, a transferência foi realizada com a passagem do mangote de combustível para a Fragata “Constituição” por boreste e para a Fragata “Rademaker” pela popa. Uma prática que já não era realizada há seis anos pelo navio tanque. Na ocasião, o Navio Tanque “Almirante Gastão Motta” também realizou a transferência de combustível para a Corveta “Spiro”, da Armada Argentina.

Já no segundo dia, o Navio Tanque “Almirante Gastão Motta” teve a oportunidade de realizar a transferência por bombordo e boreste ao mesmo tempo. Nessa ocasião, o navio reabasteceu a Fragata “Constituição” por bombordo e a Fragata “Rademaker” por boreste.

A última vez que o navio realizou esse exercício foi em 2008, quando abasteceu simultaneamente a ARA “Parker”, um navio argentino, e a Fragata “Rademaker”. O reabastecimento simultâneo dos navios diminuiu tempo de vulnerabilidade da Força Naval em uma ocasião hostil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *