Brasil

A UNASUL e a Segurança das suas Fronteiras: uma reflexão necessária
22/11/2017
Brasil e África abrem caminho para ampliar Pesquisas no Atlântico
28/11/2017

Cooperação Brasil – Espanha para impulsionar a competitividade

Brasília – Na quinta-feira, 23, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, afirmou que a parceria entre o Brasil e a Espanha pode potencializar ações em ciência, tecnologia e inovação para impulsionar a competitividade das economias.

“Brasil e Espanha são dois países que têm o maior interesse em aprofundar a cooperação em todos os campos: cultural, econômico, tecnológico, e a visita de vocês é um passo a mais na consolidação desse objetivo”, disse na abertura da 1ª Reunião do Comitê Conjunto Brasil–Espanha de Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação, realizado em Brasília. O ministro destacou os resultados obtidos entre os dois países e defendeu que novos objetivos conjuntos sejam traçados.

“Esse encontro consolida as nossas ações e serve de incentivo para que uma série de diretrizes possam ser consolidadas. Na era da internacionalização da informação na cadeia global de valores baseada no conhecimento e inovação, temos que buscar essas parcerias para potencializar os governos com competitividade na economia. Assim tornou-se imperativo ao Brasil atrair e compartilhar conhecimento, capital humano, incitativas empresariais para alavancar oportunidades de investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação”, explicou.

O Secretário-Geral para Ciência e Inovação do Ministério da Economia, Indústria e Competitividade (Mineco), da Espanha, Juan María Vásquez, ressaltou o avanço da cooperação, especialmente, no setor de energia. “Teremos ainda grandes oportunidades à frente, mas o mais importante agora é que tenhamos projetos claros e bem definidos, tendo a inovação como motor de desenvolvimento e sustentabilidade econômica e social. Eu creio que começamos uma nova etapa da nossa cooperação nos campos da ciência, tecnologia e inovação”, destacou.

Durante a reunião, as comissões dos dois países apresentaram projetos em andamento e discutiram os próximos passos da cooperação, mapeando oportunidades nas áreas identificadas na Declaração Conjunta firmada em abril pelos presidentes Michel Temer e Mariano Rajoy: indústria 4.0, cidades inteligentes, nanotecnologia, energias renováveis, biotecnologia, tecnologia aeroespacial e tecnologias aplicadas à saúde.

Para o embaixador da Espanha no Brasil, Fernando Villalonga, a parceria entre os dois países é estratégica. “Vem sendo construída ao longo de muitos anos. A Espanha é o terceiro país investidor no Brasil, em setores estratégicos, como telecomunicações, energias renováveis e bancos. Estamos nas engenharias e rodovias e setores tecnológicos estratégicos muitos importantes para ambos os países. A relação entre Brasil e Espanha é muito sólida, mas ainda há áreas com potencialidades não exploradas”, defendeu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *