Relações Exteriores

Cooperação
12/04/2005
Américas
13/04/2005

Farc – PT

Diretor-Geral da Abin terá de se explicar no Congresso

O diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência, Mauro Marcelo de Lima e Silva, vai prestar esclarecimentos sobre os intercâmbios que a Abin mantém com outros serviços de inteligência, no próximo dia 3 de maio, às 16h, na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados.

A audiência pública foi pedida pelo deputado Fernando Gabeira [PV-RJ], que deseja ouvir especialmente, os detalhes sobre a cooperação da Abin com os serviços de inteligência de Cuba.

Mauro Marcelo esteve em Havana no mês passado para tratar do intercâmbio. A audiência deveria ter sido realizada na quinta-feira passada, mas foi adiada a pedido do diretor da Abin.

Gabeira é um crítico quanto da aproximação da Abin com o serviço secreto cubano. Segundo ele, “a finalidade da audiência é solicitar informações sobre a possibilidade de funcionários da Abin, irem para Cuba, fazer um intercâmbio com o serviço de inteligência daquele país”.

Nesta terça-feira, Mauro Marcelo afirmou que a Abin foi usada politicamente sobre as supostas ligações das Farc com o PT. Ele disse que “a informação não existia. O documento do deputado [Alberto Fraga – DF] tecnicamente não foi produzido pela Abin”.

Mauro Marcelo fez o desabafo durante o debate “Liberdade de Expressão e de Privacidade”, realizado na Escola Paulista da Magistratura. Segundo ele, “mesmo assim, foram quatro semanas de reportagens atingindo o governo e usando a Abin para isso”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *