Relações Exteriores

Mercosul
07/03/2005
Aviação militar
07/03/2005

Diplomacia

Embaixador na ONU pede libertação de brasileiro no Iraque

O embaixador do Brasil nas Nações Unidas e presidente do Conselho de Segurança da ONU durante o mês de março, embaixador Ronaldo Sardenberg, realizou a primeira intervenção oficial do Brasil junto ao órgãom, sobre o seqüestro do brasileiro João José Vasconcellos Júnior no Iraque.

Sardenberg abriu a intervenção afirmando que o seqüestro ’deplorável’ do engenheiro brasileiro no Iraque, causa preocupação não somente à sua família mas ao Governo brasileiro e sociedade civil.

“Estamos tomando todas as medidas para procurar uma solução positiva para o seqüestro de João José Vasconcellos Júnior”, afirmou. Vasconcellos, engenheiro de uma construtora brasileira subcontratada pelo governo dos Estados Unidos, foi seqüestrado no dia 19 de janeiro.

Segundo Sardenberg, “o caso tem sido tratado de forma rigorosa e continuamos totalmente envolvidos e mobilizados. Contatos têm sido feitos por meio de nossas embaixadas e representações dentro e fora da região. Nossas gestões incluem autoridades de governo, organizações religiosas e humanitárias, entre outras entidades, e indivíduos em diferentes países”.

Ao final, Ronaldo Sardenberg fez um apelo: “Quero fazer um apelo a todos aqueles que possam cooperar para libertar o refém brasileiro. Não há nenhuma justificativa para o seqüestro de civis inocentes. Também fazemos um apelo aos meios de comunicação para que dêem ampla publicidade a nossas solicitações”.

Desde sábado, o Itamaraty trabalha para confirmar ou não a morte do brasileiro. Uma agência italiana divulgou a informação mas não confirmou o assassinato de Vasconcellos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *