Defesa

Forças Armadas
09/03/2005
Cooperação
09/03/2005

Amazônia Azul

Marinha do Brasil inaugura quarto submarino construído no país

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva preferiu não falar. Sua mensagem foi lida por um oficial da Marinha, na cerimônia de batismo do quarto submarino brasileiro, o Tikuna, na manhã desta quarta-feira no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro.

Na mensagem do presidente, Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que a indústria naval começa a mostrar sinais de recuperação, reunindo as condições para construir suas próprias embarcações, gerando empregos e renda.

“O governo está apoiando esse processo por meio do financiamento público de projetos voltados para o aprimoramento da infra-estrutura nacional e da busca de novas parcerias com a iniciativa privada”, diz um trecho da mensagem presidencial.

Lula também reconheceu o alto o nível tecnológico alcançado pelo Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro. “Ampliamos não só a nossa capacidade de assegurar a defesa nacional e a projeção dos interesses brasileiros no concerto das nações, mas também os instrumentos para fazer valer nossos direitos na Amazônia Azul”.

A Amazônia Azul é a plataforma continental na região amazônica, com cerca de 4,5 quilômetros quadrados. A região será patrulhada pelo Tikuna. Para o presidente, a construção do submarino reforça a imagem internacional do Brasil, principalmente com relação à presença do Estado na Amazônia.

Segundo a Marinha, o Tikuna, começou a ser construído em 1996. Pelo menos 2,1 mil empregos diretos e indiretos foram gerados. No entanto, o submarino só vai começar a operar em dezembro. Ainda de acordo com a Marinha, apenas o Brasil possui um programa de desenvolvimento de submarinos no Hemisfério Sul.

O Brasil detém essa tecnologia há 26 anos e integra um seleto clube de 15 países. O know-how foi adquirido dos alemães, mas o projeto foi adaptado por engenheiros brasileiros, principalmente com relação a geração de energia, sistema de direção de tiro e sensores.

O ministro da Defesa e vice-presidente, José Alencar, e o comandante da Marinha, Almirante Roberto de Guimarães Carvalho também prestigiaram o batismo do Tikuna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *