Defesa

Diplomacia e intervenções estrangeiras
19/09/2017
Indústria de Defesa do Brasil busca aproximação com Coreia do Sul
21/09/2017

Países de Língua Portuguesa treinam emprego conjunto no Exercício Felino

Militares dos nove países, integrantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), participam do Exercício Felino, na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende (RJ).  A Força Tarefa Conjunta e Combinada é composta por representantes da Marinha, do Exército e da Força Aérea, bem como de militares oriundos de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

De acordo com o ministério da Defesa, o objetivo do Exercício Felino, é incrementar a interoperabilidade das Forças Armadas dos Estados-Membros da CPLP e treinar o emprego em operações de apoio à paz e de ajuda humanitária, sob manadto da Organização das Nações Unidas (ONU).

“Procuramos repassar nossa experiência na parte de planejamento, principalmente, em operações de paz e ajuda humanitária, além de mostrar nossas capacidades e nossos produtos de defesa”, afirmou o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas do MD, almirante Ademir Sobrinho.

Ele também lembrou que as operações combinadas são uma oportunidade para adquirir conhecimento, além de facilitar o relacionamento entre os oficiais brasileiros e estrangeiros, em futuras missões de paz, por exemplo.

 

O Exercício Felino ocorre até o dia 29 de setembro, com várias atividades de simulação de operações. Para este Exercício, o Exército  designou a 4ª Brigada de Infantaria Leve (Montanha) para dirigir a execução do ciclo de 2017, com a participação de cerca de mil militares, integrantes de diversas organizações militares das Forças Armadas, e dos países de língua portuguesa.

Cada Exercício funciona num ciclo que dura dois anos, utilizando o mesmo cenário fictício que simula situações-problema. O primeiro ciclo é realizado no formato “carta”, no qual se planeja e executa uma operação por meio de rede de computadores, como um jogo de guerra. Essa fase foi realizada no ano passado, em Cabo Verde. O segundo exercício é realizado no ano seguinte, no terreno e com a ação de tropas. Esta é a modalidade realizada, em 2017, no Brasil.

Os treinamentos da série Felino iniciaram-se no ano 2000 e são uma oportunidade de promoção da cooperação, amizade e união entre as nações. A cada biênio são colocados países diferentes para sediar o evento. O Exercício foi batizado com o nome de Felino em razão deste mamífero selvagem estar presente nos continentes americano e africano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *