Defesa

Brasil e Portugal discutem garantias para empréstimos a pequenas e microempresas
09/05/2018
Argentina aprova acordo que põe fim à bitributação com o Brasil
09/05/2018

Suécia quer ampliar parcerias com o Brasil na área de Defesa

Brasília – Em reunião nesta quarta-feira, 9, no ministério da Defesa, o embaixador da Suécia no Brasil, Per-Arne Hjelmborn, o presidente da Saab, Hakan Buskhe, e comitiva composta por representantes da empresa sueca que é parceira do Brasil no projeto Gripen NG, manifestaram o interesse de ampliar parcerias com o governo brasileiro, aumentando, inclusive, os investimentos suecos no Brasil.

No encontro, que contou com as presenças do comandante da Aeronáuitica, brigadeiro Nivaldo Rossato, e do chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), almirante Ademir Sobrinho, os suecos falaram sobre o excelente relacionamento entre os dois países e sobre a qualidade do projeto Gripen, que tem como objetivo reequipar a frota de caças da Força Aérea Brasileira (FAB), num processo que envolve elevado índice de transferência de tecnologia.

“Gostaria de dizer que a relações entre os dois países é excelente, e que estamos muito ansiosos em ampliar o relacionamento com o Brasil. Entendemos que o projeto Gripen é o foco central deste relacionamento, mas queremos, também, olhar para o futuro”, afirmou o embaixador Hjelmborn.

O ministro da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, declarou que o interesse em ampliar a relação com a Suécia também é grande por parte do Brasil, e explicou que uma das prioridades está relacionada ao esforço em proteger a extensa faixa de fronteira terrestre do país.

Segundo ele, “é grande o nosso desafio e, nesse sentido, é do nosso total interesse a busca por tecnologias de ponta que possam ampliar a nossa capacidade de proteção do espaço aéreo, setor onde está inserido o nosso projeto comum”, explicou. O brigadeiro Rossato também destacou o sucesso da parceria entre os dois países e falou sobre o importante conhecimento de ponta que vem sendo adquirido por engenheiros brasileiros envolvidos na ação.

Do chefe do EMCFA, almirante Ademir Sobrinho, os representantes da Saab ouviram que o grande interesse do Brasil está voltado para o desenvolvimento de sistemas e equipamentos que possibilitem, cada vez mais, uma atuação conjunta entre militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, na chamada “interoperabilidade” entre as Forças.

Os representantes da Saab terão, até o final desta semana, encontro com ministros e representantes de importantes agências suecas para tratar dos projetos que podem ser fechados com o governo brasileiro, e levaram ainda o interesse do ministro da Defesa sueco em realizar um encontro com o ministro Silva e Luna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *