O cerco norte-americano contra a Venezuela, fará de Cuba o efeito colateral mais desejado. Sob embargo econômico desde 1962, Cuba tem sobrevivido graças ao petróleo venezuelano, entregue regularmente, apesar de não haver combustível na Venezuela.

Isso se explica, segundo diplomatas brasileiros e estrangeiros, por conta da forte dependência do regime de Nicolás Maduro, da proteção cubana. Hoje, Cuba mantém agentes em alguns dos postos mais estratégicos da estrutura governamental venezuelana.

Se as ações dos Estados Unidos funcionarem, em poucos dias, Cuba ficará completamente sem petróleo, o que irá agravar ainda mais uma realidade que já é extremamente dura.

Marcelo Rech – 04/04/2020