O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reuniu-se nesta terça-feira, 4, com os embaixadores europeus a convite do chefe da Delegação da União Europeia no Brasil, o Embaixador Ignácio Ybañéz. No almoço, ele discorreu sobre a agenda política para 2020 e as prioridades que terão as reformas tributária e administrativa, além das questões ambientais.

Maia sabe que o investidor estrangeiro irá priorizar os negócios com os países que possuem políticas ambientais equilibradas e voltadas para a sustentabilidade. Ele também tem aproveitado essas oportunidades, para reforçar a imagem de um Brasil democrático e responsável, mas entendendo que existem limites e prerrogativas entre os Três Poderes.

Para o presidente da Câmara, a Diplomacia Parlamentar não substitui o papel desempenhado pelo Itamaraty, mas o complementa. Rodrigo Maia enfatizou ainda a importância do sistema de pesos e contrapesos para a democracia brasileira e que, através do diálogo, é possível evitar retrocessos de qualquer natureza. Ele afirmou que, em 2019, a Câmara resgatou a autoconfiança e a responsabilidade na definição dos rumos do país.

O deputado também manifestou preocupação com o processo de ratificação do Tratado de Livre Comércio firmado pelo MERCOSUL com a União Europeia. Para ele, este tem que ser chancelado rapidamente, tanto pelos europeus como pelos sul-americanos. Embora ainda não esteja confirmado, Maia deverá viajar em breve para Bruxelas para defender a implementação do acordo.

Na sua avaliação, Europa e Brasil são parceiros que devem trabalhar para fortalecer ainda mais as relações e a cooperação.

Marcelo Rech – 05/02/2020