As inovações na política nacional sobre drogas no Brasil e os principais avanços e resultados obtidos na gestão dos ativos apreendidos das organizações criminosas foram apresentados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública durante o 8º Encontro de Especialistas em Drogas do Brasil e da União Europeia, realizado na terça-feira, 11. O intuito do encontro foi fazer um intercâmbio de informações relacionadas ao problema mundial das drogas, entre os quais figuram redução da oferta, redução da demanda e tratamento de pessoas que usam drogas.

Para o Brasil, a aplicação dos recursos para o financiamento de políticas públicas de prevenção e fortalecimento dos órgãos de segurança pública assegura melhores condições no combate ao tráfico ilícito de entorpecentes e a maior eficiência na descapitalização das organizações criminosas.

O encontro contou com a participação da presidência da União Europeia, secretariado-geral do conselho da UE, comissão europeia, EUROPOL, Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (OEDT) e Serviço Europeu de Ação Externa. Além dos Brasil, participaram também Portugal, Espanha, Suécia, Áustria, Bélgica, Grécia, Hungria, Itália, França, entre outros.

Imagem: Uniad.org