O Secretariado da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) iniciou nesta semana, uma série de discussões com a União Europeia (UE) sobre a criação de mecanismo de financiamento europeu, de projeto contendo recomendações de políticas para a reconstrução sustentável pós-Covid 19 no Brasil.

De acordo com diplomatas que atuam em Paris e Bruxelas, o projeto, que buscaria ajudar o governo brasileiro a identificar áreas prioritárias para a retomada do crescimento inclusivo e sustentável, não terá contribuição financeira do Brasil. A contrapartida exigida pela UE, seria assumida pela OCDE.

Importante destacar, ainda, que o rascunho do projeto foi realizado sem qualquer consulta prévia a autoridades brasileiras e estaria sendo definido exclusivamente entre o Secretariado da OCDE e a UE, incluindo a delegação europeia em Brasília.

Por outro lado, o governo brasileiro espera que a OCDE formalize a carta-convite para o país possa iniciar o processo formal de acessão à organização ainda em 2021. Atualmente o Brasil coopera com a OCDE na condição de parceiro chave juntamente com China, Índia, Indonésia e África do Sul.