Nesta quarta-feira, 16, a Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, da Câmara dos Deputados, aprovou requerimento para discutir, em audiência pública, a quantas anda o funcionamento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC).

O SGDC fornece conexão de internet banda larga de alta velocidade em 100% do território nacional, beneficiando a comunicação no setor de defesa e a sociedade brasileira de modo geral. Nesse sentido, outros setores importantes e igualmente beneficiários desta tecnologia terão a oportunidade de discutir o SGDC em suas respectivas áreas.

Após um conturbado período de imbróglios jurídicos, em janeiro de 2019 o satélite finalmente iniciou sua operação civil, dando andamento ao contrato firmado em 2017 entre a Telebras e a empresa Viasat que previa a instalação de 15 mil pontos de conexão na velocidade de 10 Mbps. A intenção era a de que o programa contribuísse para a promoção da inclusão digital no país, oferecendo acesso gratuito à internet em escolas e postos de saúde situados em regiões remotas e de baixa atratividade econômica para as grandes operadoras de telecomunicações.