O Brasil fez bonito na 1ª edição da Olimpíada Europeia de Informática para Garotas (EGOI) realizada em Zurich na Suíça, entre os dias 14 e 19 de junho. Ao todo, a competição contou com a participação de 157 meninas de 43 países e o Brasil obteve um excelente resultado com quatro medalhas.

A estudante Carolina Moura Valle Costa, 16 anos, conquistou uma medalha de ouro e o 8º lugar geral na competição. Luana Amorim Lima, também de 16 anos, conquistou uma medalha de prata. As alunas Letícia Barbieri Stroeh, 17 anos, e Maria Elaine de Holanda Cavalcante, 16 anos, ficaram com a medalha de bronze.

O objetivo da Olimpíada Europeia de Informática para Garotas é fornecer uma plataforma para que as meninas possam desfrutar e aprofundar o seu interesse pela Ciência da Computação e incentivar a participação feminina em Olimpíada Internacional de Informática que possui apenas 2% de meninas. Além disso, a competição permite que as participantes conheçam outras mulheres Cientistas da Computação, podendo encontrar modelos femininos em quem se espelhar.

A EGOI é uma nova competição de programação apenas para meninas e funciona nos mesmos moldes da Olimpíada Europeia de Matemática para Garotas (EGMO) competição que o Brasil participa desde 2017, tendo conquistado a medalha de ouro com Mariana Groff, em 2019.

A líder da equipe brasileira e coordenadora do Movimento Meninas Olímpicas, Nara Bigolin, avalia que a boa participação das brasileiras na competição servirá de incentivo para que mais meninas participem de olimpíadas de conhecimento e também para aumentar a participação feminina em cursos na área da computação.