Na sexta-feira, 30, a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAN) e o Sindicato Nacional das Indústrias de Material de Defesa (SIMDE), homenagearam as Forças Armadas “em reconhecimento ao seu papel a serviço da paz”, ao receberem o ministro da Defesa, Braga Netto, os comandantes da Marinha, Almirante Almir Garnier Santos, e do Exército, General Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira. O Brigadeiro João Tadeu Fiorentini, representou o Comandante da Aeronáutica.

Durante o evento, foram ressaltados o histórico de participação e o reconhecido desempenho dos militares em operações de manutenção de paz no exterior, o apoio ao desenvolvimento de obras de infraestrutura, em missões de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) e de apoio humanitário desenvolvidas pela Defesa.

Braga Netto fez questão de ressaltar as inúmeras ações desenvolvidas pelos militares em benefício da população brasileira e destacou a importância da Base Industrial de Defesa (BID). Segundo ele, “é um objetivo estratégico do ministério da Defesa e contribui com uma das prioridades atuais do Governo, que é a recuperação da economia”, afirmou.

De acordo com o MD, a BID contribui para a geração de cerca de 1 milhão de empregos diretos e indiretos e a execução dos Projetos Estratégicos das Forças Armadas, o que fortalece as empresas do setor. “Temos que mobilizar as lideranças de vários matizes, envolvendo toda a sociedade, para inserir, cada vez mais, a temática da Defesa Nacional, como um vetor de desenvolvimento e de fortalecimento da democracia”, acrescentou.

Já o presidente da FIRJAN, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, expressou admiração pelos serviços prestados pelo ministério da Defesa ao incentivar as indústrias do Estado e pelos valores estimados pelos militares. Ele também indicou semelhança entre as instituições. “Gostaria de chamar atenção a uma característica comum entre nós, do sistema FIRJAN, e as Forças Armadas: o nosso caráter de instituições permanentes. O reconhecimento e a gratidão são as razões que levaram a diretoria da FIRJAN e do SIMDE a prestar essa homenagem às Forças Armadas”, concluiu.