Em 27 de agosto, decreto assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, homologou a prorrogação do Contrato Internacional de Concessão para exploração da ponte entre as cidades de São Borja, no Brasil, e Santo Tomé, na Argentina. O contrato ainda contempla a exploração de Centro Unificado de Fronteira (CUF), instalado contiguamente à ponte. A prorrogação é pelo prazo de 365 dias, passíveis de prorrogação adicional pelo mesmo período.

De acordo com o governo federal, a medida é importante para garantir a continuidade da manutenção da ponte e da prestação de serviços atrelados ao CUF, onde estão instalados Receita Federal, Polícia Federal, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Segundo dados do Ministério da Infraestrutura referentes ao ano de 2019, pelo CUF – importante ponto de controle de ingresso e saída de pessoas, mercadorias e meios de transporte na fronteira – passaram 100 mil toneladas de mercadorias e 6,7 mil caminhões. Espera-se, com a prorrogação, garantir a continuidade na prestação dos serviços, até que nova licitação seja realizada.

Imagem: Fonte Portal das Missões