Brasília – Uma empresa sul-coreana enviou representantes ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações para apresentar a produção de um foguete com capacidade de enviar dispositivos ao espaço, que poderá ser lançado do Centro de Lançamentos de Alcântara, no Maranhão, em 2022.

As negociações entre a empresa Innospace e o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial da Força Aérea Brasileira (FAB) e a Agência Espacial Brasileira estão avançadas. Ao utilizar o Centro Espacial de Alcântara, os sul-coreanos estariam dispostos a compartilhar o veículo com projetos que fazem parte do Programa Espacial Brasileiro.

De acordo com o MCTI, para o lançamento do veículo, de propulsão híbrida, no Brasil, a empresa sul-coreana deverá trazer todos os componentes do foguete, treinar os envolvidos com o programa e construir a estrutura de lançamentos na região. Inicialmente, a previsão seria lançar o foguete entre agosto e setembro do ano que vem.

A empresa sul-coreana recebeu da Agência Espacial Brasileira, por meio de portaria em maio de 2020, licença para operar atividades espaciais de lançamento em território brasileiro até o ano de 2026. A empresa de engenharia espacial é pioneira na construção de foguetes de propulsão híbrida, que são menos poluentes que os demais foguetes desenvolvidos do mundo.

Imagem: Força Aérea