Brasil e Bolívia instalam Gabinete Integrado Contra o Crime Organizado

por | ago 4, 2022 | 19h

Uma equipe binacional será criada para executar ações de curto e médio prazos, de repressão às organizações criminosas que atuam na região fronteiriça, especialmente entre o estado do Acre e o Departamento de Pando, na Bolívia

Na última segunda-feira, 1º, autoridades da área de segurança pública do Brasil e da Bolívia, instalaram, na cidade de Cobija, o Gabinete Integrado Contra o Crime Organizado Acre – Pando. O objetivo principal do mecanismo, é dar uma resposta imediata ao combate aos crimes transnacionais.

O gabinete integrado binacional foi lançado em 21 de abril, na Bolívia, com o propósito de intensificar as operações conjuntas contra os ilícitos transnacionais. Agora, um dos focos estará na região entre o estado do Acre e o Departamento de Pando.  

Para tanto, será formada uma equipe binacional que permitirá a execução de ações de curto e médio prazos, de repressão às organizações criminosas que atuam nas regiões de fronteira. Os dois países também pretendem avaliar e reestruturar as estratégias de segurança na região.

No total, são sete as prioridades definidas pelos dois países: patrulhamento policial conjunto na fronteira; criação de redes de resposta e ações policiais imediatas; estabelecimento de oficiais de ligação; intercâmbio de informação entre as polícias boliviana e brasileira; programação de reuniões periódicas para avaliação dos resultados; intercâmbio de informações migratórias, penais e judiciais; e a realização do 2° Encontro de Segurança Cidadã da Região Fronteiriça Bolívia – Brasil.

Nesta semana, o governo boliviano lançou, também, o plano de operações Fronteiras Seguras – Por uma Bolívia Melhor, igualmente no Departamento de Pando. A operação vai até 24 de setembro e contará, ainda, com patrulhamento aéreo.

Prisão

Em 2016, teve início, na fronteira do Acre com a Bolívia, uma guerra de facções do Comando Vermelho e com o PCC, que se alastrou dos presídios para o confronto criando um ambiente de tensão nos presídios e promovendo confrontos que se espalharam pela fronteira e outros estados próximos.

Na quarta-feira, 3, o subtenente da Polícia Boliviana, Alexander Velasquez, foi preso em flagrante, no posto policial de Xapuri (AC), quando se deslocava pela BR-317 no sentido Rio Branco. Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões (DCORE), informou que o boliviano fornecia armas para facções criminosas que atuam no Acre, e um cerco foi montado pelos agentes de Polícia Civil e da Polícia Rodoviária Federal em Capixaba e Xapuri.

Por Marcelo Rech

InfoRel

Imagem: IStock

Share This