Militares do Brasil, Colômbia e Peru, percorrem mais de 5 mil km pelos rios amazônicos

por | ago 10, 2022 | 22h

Durante 35 dias, mais de 400 militares dos três países participaram dos exercícios na Tríplice Fronteira amazônica, fortalecendo a interoperabilidade e aprofundando a confiança mútua, fundamental para a cooperação no combate aos crimes transnacionais na região

Chegou ao final, nesta quarta-feira, 10, a Operação BraColPer, que reuniu militares do Brasil, Colômbia e Peru em 35 dias de exercícios para a proteção da Tríplice Fronteira na Amazônia

Trata-se de um treinamento conjunto realizado desde 1974 e conduzido pelas respectivas marinhas. Na oportunidade, são realizados exercícios táticos visando a proteção da Tríplice Fronteira, o que serve, entre outras coisas, para aprofundar a confiança mútua e melhorar a interoperabilidade entre as Marinhas participantes.

De acordo com o almirante Thadeu Marcos Orosco Coelho Lobo, chefe do 9º Distrito Naval, “anualmente, percorremos cerca de 5 mil quilômetros pelos rios Maranõn, Negro e Solimões, realizando exercícios táticos navais destinados às operações ribeirinhas, enfatizando comando, controle e comunicações”.

A Marinha do Brasil informou que os Navios-Patrulha Fluvial Raposo Tavares e Rondônia e o Navio de Assistência Hospitalar Oswaldo Cruz chegaram neste 10 de agosto, em Manaus (AM), após participarem da Operação Naval. Ao todo, foram 35 dias de operações na Amazônia, especialmente na cidade de Iquitos, no Peru, por ocasião das comemorações dos 201 anos da Independência daquele país.

Segundo o Comando da Marinha, a operação foi dividida em três fases e envolveu mais de 400 militares. As fases I e II foram realizadas nos Rio Marañon – o Rio Solimões Peruano-, entre as cidades de Letícia (Colômbia) e Iquitos (Peru), nos períodos que coincidiram com as datas nacionais desses países, comemoradas nos dias 20 e 28 de julho, respectivamente.

Já a fase III, realizada no Estado do Amazonas, ocorrerá nos Rios Solimões e Negro, no mês de setembro, justamente por ocasião da comemoração dos 200 anos da Independência do Brasil. “A Operação BraColPer Naval 2022 contribui para o fortalecimento de nossos estreitos laços de amizade, o compartilhamento de informações e experiências. Os exercícios conjuntos e a cooperação mútua têm apresentado resultados consideráveis para a defesa da Tríplice Fronteira, contribuindo para a segurança e para o desenvolvimento da Amazônia”, afirmou o Almirante Lobo.

Por Marcelo Rech

InfoRel

Imagem: Marinha do Brasil

Share This